Março Saudável – Conhecendo as vitaminas- Vitamina D

Março Saudável – Conhecendo as vitaminas- Vitamina D

Hoje falaremos sobre a Vitamina D, nutriente de extrema importância para a saúde dos ossos.

E sempre lembrando que estas postagens têm somente caráter informativo, não substituem uma consulta médica/nutricional e nesse caso, dermatológica.

Vitamina D- Ergosterol:

É a única vitamina que o corpo humano fabrica, quando tomamos sol. Ela é responsável pela fixação do cálcio.

A vitamina D é solúvel em gordura, ela se dissolve no nosso organismo ao se encontrar com a gordura do corpo e se deposita. Pode ser tóxica se ingeridas quantidades maiores do que as recomendadas.

É estável ao calor.

Funções:

  • Absorção de cálcio e fósforo.
  • Auxilia o crescimento e a resistência dos ossos, dentes, músculos e nervos;
  • Controle da pressão arterial;
  • Auxilio na imunidade e prevenção de doenças autoimunes;
  • Segundo estudos, a associação de vitamina D e K2 podem desacelerar a progressão de aterosclerose com calcificação vascular

Fontes:

  • Leite e derivados;
  • margarinas;
  • Cereais enriquecidos;
  • Óleo de fígado de bacalhau;
  • Salmão cozido ;
  • Sardinha enlatada ;
  • Peixes em geral;
  • Ovos;
  • Levedo de cerveja;
  • Cogumelos shitake e portobello.
  • Exposição solar ( de maneira adequada, mas sempre ao se expor ao sol, consulte um dermatologista que lhe indicará o melhor horário para se expor, e informe sempre se tiver algum caso de falta de vitamina D ou cálcio.)
    Hipovitaminose:
  • Anormalidades ósseas como osteoporose;
  • Raquitismo;
  • Osteomalácia.

    Hipervitaminose:

     

  • Hipercalemia;
  • Dor óssea;
  • Enfraquecimento;
  • Falhas no desenvolvimento;
  • depósito de cálcio nos rins;
  • Náuseas;
  • Cefaleia;
  • Constipação.

As variações: D2 e D3

A vitamina D2 (ergocalciferol) é uma das formas de pré vitamina D encontrada nos alimentos, enquanto que a vitamina D3 (colecalciferol) é encontrada nos alimentos e também formada a partir da exposição solar aos raios ultravioletas.
Outro dado importante é que a forma D3 apresenta uma meia vida maior que a D2. Isso resulta em níveis mais elevados da forma ativa da vitamina D quando a reposição é realizada com a vitamina D3.

A vitamina D2 é mais presente nos cogumelos, que são fungos, chegando a ter concentrações de até 100mcg (400 UI) em 100 g. Alimentos como shitake e shimeji apresentam valores consideráveis da substância.

Tanto nos humanos quanto nos animais, a D3 advém da exposição solar, sendo produzida na derme e na epiderme. A partir da incidência dos raios UVB, ocorre uma reação fotolítica (a partir da luz) e, após uma série de transformações, ativa-se a vitamina D3.

Portanto, tomar sol acarreta na produção vitamínica pelo organismo, sendo a fonte mais comum de obtenção do hormônio.